Carro abastecido com álcool requer maior cuidado com velas!
publicado em 04/02/2009



Pelo fato do álcool ser mais corrosivo que a gasolina, itens essenciais para o correto funcionamento do motor se desgastam mais rapidamente.

Checagem a cada 15 mil quilômetros
As velas de ignição devem estar sempre sendo checadas a cada 15 mil quilômetros. Quando este item está danificado, pode haver um aumento de consumo de combustível e falhas na ignição.

Velas indicadas para carros flex
No caso dos veículos flex, a reposição por velas que possuem exclusivo tratamento com níquel é a mais indicada. Essa tecnologia garante maior proteção contra corrosão, minimizando os riscos de danos ao motor, proporcionando maior segurança durante a troca das velas, que podem ficar presas e danificar o bloco do motor.

Tratamento de níquel
A Bosch foi pioneira no desenvolvimento do sistema Flex Fuel e hoje 94% dos veículos bicombustíveis produzidos no Brasil saem de fábrica com componentes do sistema de injeção e ignição Bosch. As velas Bosch, no Brasil, são equipamento original de fábrica da Volkswagen, Fiat, GM, Peugeot e Citröen. A unidade da Bosch em Aratu-BA, onde são fabricadas as velas de ignição, atingiu neste ano a marca de 700 milhões de velas produzidas, desde que iniciou suas operações.

Fonte: Bosch
Texto: Equipe MotorClube

Compartilhe esta notícia: