Matérias sobre Vender e Comprar - Vender/Comprar
border
Carro carroça

Brasileiro gosta mesmo de andar em “carroça”?
publicado em 01/05/2009

Há vinte anos, o então presidente Fernando Collor se referiu a indústria nacional como produtores de “carroças”. Os carros nacionais eram produzidos com a utilização de técnicas ultrapassadas em relação ao mercado internacional.

Carro popular "carroça"
Após a chegada dos importados e com a expansão do mercado, a indústria tem se modernizado, porém encontramos modelos “de entrada” que estão ainda na definição de Collor ou muito próximo disso. São modelos que oferecem pouca tecnologia, quase nenhuma segurança e acabamento pobre.

Consumidor, quando pode, foge do modelo de entrada
Segundo uma análise feita pelo Departamento Econômico da Fenabrave os consumidores estão aproveitando a redução do IPI para comprar sedans pequenos e grandes ao invés de “carros de entrada”.

A análise comparou as primeiras quinzenas de março e abril, e verificou que a comercialização de automóveis em todas as categorias cresceu quase 1,9%. Segundo o primeiro gráfico, as vendas:
- da Volkswagen registrou uma queda de 4,5%;
- da Fiat teve crescimento de 5,6%;
- da General Motors e Ford cresceram quase 2%;
- da Honda teve o maior percentual que chegou a 35,9%.



Verifica-se no segundo gráfico, que as vendas dos "carros de entrada" diminuíram e a saída de sedans (pequenos e grandes) e também de monovolumes aumentou.

Brasileiro quer carro maior e mais confortável
Este estudo prova que se a política de preços de automóveis no Brasil não sofresse com os altos encargos governamentais o brasileiro aproveitaria a oportunidade para ter um carro maior e mais confortável.

Ouvimos muitas pessoas dizerem que carro no Brasil é ruim e caro porque o brasileiro não reclama de nada e gosta de andar de “carroça”. Mas, será que isso é verdade? Qual a sua opinião?

Fonte: Fenabrave
Texto: Equipe MotorClube


Matérias Relacionadas:


Carro financiado: o que fazer para gastar menos?
Não vê a hora de comprar o carro dos seus sonhos? Não saia desinformado de casa, principalmente se for comprar seu automóvel financiado.

11 dicas para comprar um carro novo com segurança!
Na hora de comprar um carro novo seja prudente e observe algumas dicas para que não caia nas armadilhas dos oportunistas.

Comprando um semi-novo: aprenda a examinar o visual
Detalhes no visual de um carro pode dizer muito sobre sua manutenção e desgaste. Conheça algumas dicas para não ser enganado.

Comprar carro colorido: uma aposta ousada!
Carros de cores vibrantes estão mudando a paisagem. O consumidor é a chave para essa mudança dar certo ou não.

Dicas para não ser enganado na avaliação do carro semi-novo!
O bom papo de um vendedor, a falta de conhecimento e a ansiedade podem levar a uma decisão precipitada no momento da compra de um carro semi-novo. Conheça dicas práticas que ajudam a identificar alguns problemas e o real estado de conservação do veículo.

Quais as tendências para cor de automóvel até 2015?
O grupo de desenvolvimento de cores da PPG que estuda há anos as tendências mundiais apresentou recentemente seu último estudo sobre as tendências do mercado de cores de automóveis para até 2015.

Faça um bom negócio vendendo seu usado por conta própria
A principal vantagem de vender seu carro por conta própria é que você não perderá dinheiro com a comissão do vendedor que atualmente varia entre 5% a 10% do valor do carro.



MotorClube
no Google+

Faça seu comentário ou opinião:





  • Élcio José da Fonseca

    Opinião do dia 18/5/2009 09:25:00 - É lamentavel mas o Presidente Fernando Collor estava certissimo. Hoje quando voce vai comprar um carro, se voce quer um carro bom, voce tem que comprar varios acesssórios e equipamentos para o seu nao ser uma carroça, sem falar que tudo nas concessionárias é bem mais caro, e o preço do carro vai lá pra cima.

  • milza maria duarte de lucena

    Opinião do dia 13/5/2009 05:10:00 - aff quem vai enterder os brasileiros!!!! eu particulamente prefiros os carros brasileiros! tem varios modelos muitos bacanas,q nao dar p andar de carroça rsrsrsrs.

  • vicente luciano

    Opinião do dia 10/5/2009 10:17:00 - O presidente com certeza acertou com relação aos carros nacionais,são verdadeiras carroças só que à carroça que aparece à cima e uma super-carroça.Ainda mais se tratando de opala.

  • celso luiz

    Opinião do dia 5/5/2009 08:00:00 - entre um carro 0km e um semi novo,a unica semelhança é que vao se acabar rodando por ruas e estradas esburacadas,,acho que sao feitos somente para auto estradas,a durabilidade é zero.

  • Carlos Augusto

    Opinião do dia 4/5/2009 11:34:00 - O BRASILEIRO NÃO GOSTA DE CARROÇA COMO DIZEMM POR AI. GOSTAMOS DE RESPEITO SIM ! o PROBLEMA É QUE AINDA O DINHEIRO ESTÁ NAS MÃOS DA MINORIA E ESSA MINORIA QUE INVENTAM AS CRISES E FALCATRUAS PARA ENGANAR O POVO "PÃO E CIRCO" E A GENTE CONTINUA REFEM DESSES INDIVÍDUOS COMPRANDO GATOS POR LEBRES. O BRASILEIRO SEMPRE TRABALHOU, SONHOU E CONSEGUIU ADQUIRIR UM CERTO PODER AQUISITIVO, AI ELES INVENTAM QUE A CLASSE POBRE FICOU RICA E QUE O RICO FICOU MILHONÁRIO, DAI ELES AUMENTAM OS PRECOS DE TUDO DIZEM QUE ISSO E "CRISE" PRA FERRAR O PROBRE QUE CONTINUA POBRE ! O BRASILEIRO GOSTA SIM DE BONS CARROS, CONFORTO E DIREITO A DIGNIDADE MAS INFELIZMENTE NESSE PAIS DIFICILMENTE VAI SER POSSÍVEL POIS, QUANDO VC. AO LONGO DOS ANOS JUNTA UMA GRANA PARA COMPRAR UM CARRO MAIS NOVO E CONFORTÁVEL, OU SEU JÁ NÃO VALE MAIS NADA E ISSO TORNA INVIÁVEL A COMPRA DE UM CARRO 0 ok, ENTAÃO A GENTE VAI PARA O SEMINOVO QUE SAI MAIS BARATO DEVIDO A ISENÇÃO DE TAXAS (IPVA E ACESSÓRIOS QUE TORNA O CARRO NOVO INACESSÍVEL), DAI A VANTAGEM. NÃO ACREDITO NA ISENÇÃO DO IPI POIS, O CARRO NUNCA VEM COM OS ACESSÓRIOS QUE VC. NECESSITA DE FÁBRICA, PARA TANTO VC. PRECISA PAGAR POR ELES EM SEPARADO O QUE TORNA O PREÇO DOS CARROS INACESSIVEL PARA O CONSUMDOR.

  • gleister

    Opinião do dia 4/5/2009 11:19:00 - Na verdade sou fã de carros antigos,tenho um ford escort 84 e uma GM marajó 83, e é gritante a vantagem tanto tecnológica quanto ergonmétrica que o escort tem em frente do chevette! Apesar de que os avanços tecnológicos tendem a ajudar a população a economizar e poluir menos, mas também torná-los mais frágeis! Infelizmente é o que se vê hoje nas estradas! Acho que o governo deveria, ao invéz de se preocupar em impor taxas exageradas nos produtos se dedicar a fiscalizar a aplicaçlão dos materiais e dos processos de fabreicação utilizados no desenvolvimento de determinado modelo, garantindo que os veículos saiam da linha de montagem valendo o preço(sem muitos dos impostos!!) que é cobrado, mas mantendo a segurança.

  • jorge frança

    Opinião do dia 3/5/2009 11:37:00 - as montadoras fabricam carroças porque o povo brasileiro não exerce a sua cidadania,e ficam amordaçados reclamando, se todos protestasem junto aos fabricantes de automóveis para mostrar a indignação dos brasileiros, isso mudaria.

  • agenor

    Opinião do dia 3/5/2009 10:03:00 - sem duvida nem uma eu comprei um nacional novo e sai de um importado, mas o nacional não chega nem nos pés do importado em acabamento e qualidade. O problema do importado ainda é a manutenção muito cara e falta de peça de reposição.

  • Reinaldo

    Opinião do dia 3/5/2009 08:58:00 - O carro brasileiro ainda é uma carroça. pois o povo gosta da vitrine sem se importar com o produto. Isso porque compara os miles, os celtas, os ka´s, etc.. com outros modelos bem mais confortaveis e completos. O amigo que comentou a falta de potencia dos carros brasileiros, com certeza optou por um desses modelos basicos. Por ai costuma-se ouvir com enorme frequencia, que um desses basicos custa a mesma coisa que um modelo completo, e aí é muito melhor ficar com o basico zero do que um completo semi novo. E depois reclamar da falta de potencia por que ????? Reclamar do acabamento, da falta de acessorios ????? Alem do mais o semi novo ja tem documentos, placa, acessorios, desvalorização, etc... O zero Km não tem nada disso e só é zero na concessionária, na rua é semi novo, e com certeza mais barato, acumulando assim muito mais desvalorização que o semi novo. Outro fator a ser analizado é o que nenhum governante quer saber : o carro é muito caro, e muito em função dos impostos. Alem do mais o poder de compra dos brasileiros não é para os novos e sim para os semi novos, más estão aproveitando o status de tirar um "zero".

  • Hodney

    Opinião do dia 2/5/2009 10:22:00 - Brasileiro é apaixonado por carro mesmo levando bofetada da paixão. Isso quando chega ao extremo o brasileiro paga por um carro de péssima qualidade preço similar a um modelo oriental ou norte-americano como o CiVIC, Corolla, e Ford Focus. Tudo isso ao preço de um Celta, Mille, GOL GIV e outras carroças.

  • helio

    Opinião do dia 2/5/2009 08:46:00 - Esta é uma meia verdade. Em parte, sim, uma grande porcentagem de consumidores vê primeiro o preço na compra de um zero km. Acredito que deveria partir das autoridades uma campanha de conscientização no sentido das vantagens de um carro melhor equipado, não só no conforto ou aparência, mas também na segurança ativa e passiva. Aplausos para a lei dos Air Bags obrigatórios. Mas deveria ser obrigatório também o sistema antibloqueio dos freios ABS. Quantas vidas não poderiam serem salvas por tais equipamentos ? Quanto vale uma vida humana ? E o pior é que tais "carroças" acabam se comportando no trânsito como verdadeiras carroças mesmo, pois não tem reserva de potência para uma ultrapassagem segura, seus freios são subdimensionados e a suspensão muito frágil, com elementos que parecem remanufaturados.

  • kedes

    Opinião do dia 1/5/2009 12:54:00 - É evidente que o melhor está guardado para o imposto mais alto. Tive um Uno Fire "zero" que teve o teto amassado quando eu estava aplicando cêra (!!!); hoje prefiro andar num Honda 2005 a pagar por um zero com tecnologia defasada e acabamento de mosteiro fransciscano.

  • paschoal

    Opinião do dia 1/5/2009 12:53:00 - falar que o celta, fiat uno, corsa, ford ka, gol bolinha, prisma, entre outros mais e carro isto e brincadeira. vc pode ter um veiculo usado com muito mais tecnologia que estes modernos. exemplo. um volvo 2003 que custa 37.000,00, um senhor carro. um peugeot 406 veiculo sem comentario, o que o governo quer colocar em 2010 este veiculo tem o que governo quer e muito mais, valor 25.000,00. o brasilero se acustumou a certos carros por conveniençia, colocando 2,00 reia de gas, dizendo que esta economisando. tome cuidado todo aquele que bater no seu veiculo e tiver gas, pode crer, nao tem dinheiro para ter carro e muito mais para pagar o dano que seu carro sofreu. falei e esta dito.

  • claudio andre farias

    Opinião do dia 1/5/2009 10:11:00 - com certeza o povo brasileiro so sabe reclamar um pelo o outro mais se reuni com muitos outros para protestar por isso e que os grandes desse pais fazem o querem colocam esses caras na europa e vai ver se eles e que mandao la aqui e porque todo acustumou a ser tratado como palhaco.fico indiguinado.obrigado

  • antonio salvador

    Opinião do dia 1/5/2009 03:24:00 - Na matéria acima, onde estiver altomoveis. descupem entendam AUTOMOVEIS.

  • antonio salvador

    Opinião do dia 1/5/2009 03:17:00 - Uma das pouquissimas coisas boas que o color fez neste país, foi acender a ira dos fabricantes de altomoveis, quando chamou-os de carroças. Mais vcs. acham que de lá prá cá a coisa evolui muito? coisa nenhuma. evolui sim a condição de financiamento. Tudo no meu haver, macumunado politicamente, para que eles mandassem embora suas carroças, que lotavam seus pátios. E ainda hoje, há estoques de peças daquelas carroças. E onde vcs. acham que eles vão usar esses estoques? Abraços

  • Rafael Pereira

    Opinião do dia 30/4/2009 12:39:00 - Não é a toa que muitos apaixonados por carro (eu incluso) preferem partir para um usado com mais conteúdo. Mesmo que os carros hoje em dia venham mais facilmente com travas elétricas, por exemplo, é só você entrar que fica evidente a construção barata de baixa qualidade. Até mesmo no Uno isso é evidente. Os Unos do começo da década passada eram muito mais bem feitos que os atuais.